Questo sito usa cookie per fornirti un'esperienza migliore. Proseguendo la navigazione accetti l'utilizzo dei cookie da parte nostra OK
ambasciata_maputo

Primeira Sessão do Comité Conjunto ítalo–moçambicano para a implementação do programa de apoio à Universidade Eduardo Mondlane

Data:

10/06/2011



Primeira Sessão do Comité Conjunto ítalo–moçambicano para a implementação do programa de apoio à Universidade Eduardo Mondlane

 

O Embaixador da Itália, Roberto Vellano, o Vice-Ministro da Educação, Arlindo Chilundo, e o Reitor da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), Orlando Quilambo participaram, no dia 19 de Agosto de 2013, na primeira sessão do Comité Conjunto ítalo –moçambicano para a implementação do programa de apoio à Universidade Eduardo Mondlane, na qual foram aprovados no Plano Geral de Actividades, os Planos Anuais de 2013 e 2014 e previsões de despesas discriminadas por anuidades, ano financeiro e por capítulo de despesas

 

O Comité Conjunto foi criado no âmbito do Acordo Intergovernamental para a implementação do programa de "Apoio à UEM para a reforma académica, a inovação tecnológica e a investigação científica", que conta com um apoio financeiro da Cooperação italiana de 4,3 milhões de euros.

 

Durante a reunião foram discutidos os objectivos da intervenção e a estrutura do Plano de Actividades do programa, dividido em 5 projectos, 11 subprojectos e 67 actividades específicas que abrangem toda a gama de competências académicas e administrativas da UEM

 

A parte de moçambicana reiterou o grande apreço ao apoio dado pela Itália na UEM desde os anos 70 e destacou a abordagem inovadora do programa, que confia à UEM, com assistência técnica italiana, a responsabilidade directa pela implementação das intervenções. Estas dizem respeito, principalmente, ao fortalecimento da capacidade institucional nas áreas de avaliação de qualidade, eficiência de gestão, qualidade académica, a pesquisa aplicada, bem como o apoio às escolas para a especialização de pós-graduação relacionadas com a exploração dos recursos ambientais.

 

O Embaixador Vellano observou a necessidade de garantir o máximo apoio institucional para a implementação dum programa que, para além das actividades de relevância directa, irá fornecer um quadro de referência para o fortalecimento das relações de colaboração entre a UEM e as universidades italianas no campo da pesquisa aplicada, em colaboração com o sector produtivo, numa óptica de cooperação integrada entre os respectivos sistemas-país.

 


125