Questo sito usa cookie per fornirti un'esperienza migliore. Proseguendo la navigazione accetti l'utilizzo dei cookie da parte nostra OK
ambasciata_maputo

Relações bilaterais

 

Relações bilaterais

 Relações políticas

 As relações entre a Itália e Moçambique baseiam-se numa amizade sólida e profunda, que começou mesmo antes da independência na década de 70. Em seguida, reforçaram-se significativamente com o papel de mediador desempenhado pela Itália durante as negociações que culminaram com a assinatura do Acordo de Paz de Roma em 4 de Outubro de 1992, que pôs fim a 16 anos de guerra civil que devastou o País. Também se devem mencionar as numerosas intervenções da Cooperação para o Desenvolvimento nos últimos 30 anos, em relação às quais as autoridades moçambicanas estão sinceramente gratas e que contribuíram para tornar a Itália um dos principais parceiros de Moçambique. Intensas são também as relações existentes ao nível dos governos locais e organizações da sociedade civil.

 

Nesta fase, apesar das restrições orçamentais conhecidas, a Itália continua a ser um parceiro importante, tanto em termos de cooperação para o desenvolvimento como noutros sectores importantes das relações bilaterais como o económico-comercial e cultural. Uma menção especial vai para a participação italiana no programa de apoio ao Orçamento Geral do Estado Moçambicano. A Itália, como membro do G-19 (grupo que reúne os principais doadores e do qual, a partir de Maio deste ano, irá assumir a presidência), participa activamente no diálogo entre o Governo e os doadores para de definir as linhas estratégicas da política económica e fiscal do País, com o objectivo de garantir o desenvolvimento sustentável de Moçambique e a redução da pobreza.

 

Nos últimos anos, graças à política de apoio adoptada pela Embaixada com o apoio do Ministério dos Negócios Estrangeiros, também as relações económicas e comerciais melhoraram significativamente, amplificadas pela recente descoberta de grandes depósitos de gás natural feita pela ENI na bacia o rio Rovuma, no norte do País.

 

Em 2012, o ano em que se comemorou o 20 º aniversário do Acordo de Paz, a profundidade e a solidez das relações entre a Itália e Moçambique foram confirmadas por uma visita a Maputo Ministro dos Negócios Estrangeiros Giulio Terzi (3-4 de Maio 2012) e a visita a Roma do Ministro dos Negócios Estrangeiros de Moçambique Oldemiro Baloi em Outubro. Durante estas reuniões, o Ministro Terzi transmitiu uma mensagem de apoio e parceria fortes que foi particularmente apreciada pelo seu homólogo moçambicano.

 

A nível multilateral, a Itália e Moçambique mantêm um diálogo construtivo em todos os principais fóruns internacionais e pelo lado italiano há apreço pelos progressos realizados por Moçambique no domínio dos direitos humanos e das liberdades fundamentais. 


45